Negócios em Família

N estava confusa, ansiosa, angustiada. Terminara o segundo relacionamento conjugal, tendo que assumir problemas financeiros deixados por um marido que, como o primeiro, era impulsivo e imprudente nos negócios.

 

Na terapia por constelações sistêmicas familiares, N tomou consciência de que estava reproduzindo tendências dos pais e do relacionamento conjugal deles. Amavam-se muito, mas tinham conflitos quanto à segurança econômica. O pai era um ousado empreendedor, irresponsável em suas aventuras empresariais; a mãe era controladora, rigorosa com as finanças familiares, assumia o ônus dos insucessos do marido.

 

N tinha razões para se sentir confusa: o pai era pouco presente para os filhos, mas ela era muito apegada a um pai; N prezava a segurança econômica, mas sua relação afetiva com a mãe era áspera. N era atraída por homens semelhantes ao pai e atuava junto a eles como a mãe.

 

Observando os fatores familiares que influenciavam o pai de N, emergiu a morte precoce do avô, que deixou o filho ainda bebê. A avó era psiquicamente forte e amorosa, mas era obrigada a deixar os filhos pequenos com parentes, viajando com freqüência a trabalho. Ela sustentava a família e seus ganhos eram irregulares. O método terapêutico permitiu o fortalecimento da identificação da neta N com a avó paterna. O evento favoreceu, a seguir, o reconhecimento da força pessoal de seu pai e a aceitação afetiva de sua mãe, do jeito que ela era.

 

A terapia trouxe a N clareza e libertação de processos inconscientes que restringiam sua auto-estima, seu discernimento, escolhas e atitudes. Tornou-se mais preparada para resolver questões econômicas do presente. Readquiriu esperança numa vida afetiva mais leve, com companheiros mais amadurecidos. O processo terapêutico de N ocorreu durante um workshop de sábado e domingo.

Método: Constelação Sistêmica Familiar

Facilitadoras: Maristela de André e Flora C. Goto