Decisão sobre Fechamento de Empresas

O Cliente e sua questão: “Procuro clareza de rumos e fortaleza para assumir as decisões.”

Cliente empresário, advogado, proprietário de duas empresas industriais (E1 e E2) e um escritório de advocacia. Dizia-se paralisado, sem forças para tomar decisões em questões profissionais e econômicas importantes para ele e sua família. E1 estava endividada e sem perspectivas de mercado. E2 fora criada para terceirizar alguns dos produtos de E1 e atendia também a outros clientes, tendo baixos custos fixos. O escritório de advocacia tinha perspectivas, mas o advogado não estava conseguindo assumi-lo. Sentia-se exausto e desanimado. A duração do processo de “coaching” foi de 2 seções de duas horas.

Contribuições do “Coaching”: o cliente tomou a decisão de fechar E1 no prazo de 12 meses, vendendo as instalações e o imóvel, para saldar dívidas. Decidiu demitir a maior parte dos funcionários, realocaria alguns em E2. Para assumir tais decisões, sentiu a necessidade de agradecer a um ex-sócio por ter criado e assumido com ele E1 e contratado muitos dos colaboradores atuais. Assumiu comunicar aos funcionários as razões do fechamento de E1, propor-lhes soluções justas na demissão e apoiá-los na fase de re-alocação empregatícia. Sentiu-se aliviado e percebeu ser compatível administrar E2 e ativar o escritório de advocacia.

Dez meses Depois: o empresário informou estar fechando as empresas E1 e estar em fase final de negociação da venda do imóvel. Estava fechando também E2, por constatar que agora sua rentabilidade não era suficiente. Já acertara com todos os funcionários seus direitos e estava contribuindo para sua realocação, sem ter havido ações trabalhistas contra ele. Ele estava assumindo plenamente a advocacia, satisfeito com o movimento do escritório e esperançoso quanto às perspectivas de clientela.

Método: Coaching Sistêmico

Duração: 2 seções de duas horas

Facilitadora: Maristela de André